Top 10 Casa Cor SP

A brasilidade é o tema da maior mostra de decoração da America Latina deste ano

Foi dada a largada das aberturas das mostras Casa Cor pelo Brasil com o início da maior delas. Até 12 de julho as portas do Jockey Club recebe a 29ª edição do evento.  “A missão da Casa Cor é estar de acordo com o espírito do seu tempo, surpreendendo e encantando os visitantes. Dessa forma, esse ano contamos com um grande foco em sustentabilidade, onde teremos, pela primeira vez, ambientações com tecnologia 100% LED, reduzindo os impactos de energia e de acordo com um novo comportamento que os moradores e consumidores terão que ter daqui por diante. Além disso, a mostra surpreende pelo uso de materiais inovadores e a apresentação de ambientes que sempre tiram o fôlego de quem visita os espaços”, afirma Livia Pedreira, nova presidenta da mostra.

Neste ano o público encontrará muitas novidades, a começar já pela entrada, agora feita pelo bosque do Jockey Club, valorizando a paisagem e as árvores centenárias do local. Para completar, o paisagista e arquiteto Benedito Abbud criou uma exclusiva calçada que dá acesso ao evento. Mesclando-se com a ciclovia local, conta com um percurso interativo, levando os visitantes até um espaço dedicado à gentileza urbana, com captação de água por meio de um piso intertravado e permeável, rampa de acesso, estrutura especial para abrigar exposições itinerantes, iluminação estratégica, entre outros pontos. 

Uma parceria com a empresa Brilia garantirá a primeira Casa Cor 100% LED do Brasil. A consultoria da Inovatech em todo o processo de obra e manutenção diária da mostra auxiliará na conquista do selo de sustentabilidade Aqua HQE, certificação francesa para construções sustentáveis, até 2020.

A seguir, fizemos uma seleção de 10 ambientes de destaque. Veja só:

Loft Cosmopolita, por Fernando Piva

No seu Loft Cosmopolita de 90m², composto por hall, living, jantar gourmet, quarto e banheiro, Piva criou uma decoração atemporal, predominantemente masculina, de tons sóbrios, como cinza, bege, marrom e grayge em parceria com a Kitchens. Pensado para ser habitado por um casal sofisticado em qualquer lugar do mundo, o loft evidencia a relação entre viagens e decoração, mostrando o resgate do convívio familiar nos lares brasileiros. É clara a inspiração no comportamento do novo consumidor, que leva para dentro de casa as experiências adquiridas ao redor do globo, sem perder a identidade nacional.

 

Casa da árvore, por Gil Cioni e Olegário Sá

A dupla criou uma cabana de praia ou montanha com atmosfera rústica, empregando 100% materiais sustentáveis e design contemporâneo. A ideia do espaço é aplicar materiais ecologicamente corretos, buscando praticidade de manutenção e menor custo de implantação dentro de uma atmosfera sofisticada. Os arquitetos fizeram total integração com a área externa, criando uma varanda que envolve árvores já existentes na construção, abusando da iluminação natural.

 

Living Sublime, por Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli

De estilo nobre e de relevo fora do comum. Essa é a perfeita definição do Living Sublime, espaço clássico e contemporâneo assinado pela dupla de arquitetas. A inspiração vem do receber bem, sempre com muita elegância e sofisticação. O uso de cores neutras, revestimentos naturais e a marcenaria em carvalho americano lustrado dão um toque aconchegante ao espaço.

 

Casa 11, por Esther Giobbi 

Criar uma casa compacta para um morador que viaja, gosta de arte e qualidade foram as premissas da arquiteta para realização desse projeto. Mistura de cores, texturas e móveis em bronze chamam atenção na casa, que conta com peças e tecidos da renomada marca americana Holly Hunt. De olho na sustentabilidade, a arquiteta optou por revestir o piso e teto em pinus ecológico.

 

Living do Colecionador Brasileiro, por Flavia Gerab

O ambiente conta a história do mobiliário moderno no Brasil que começou a ser desenhado e produzido na década de 1950. A inspiração foi criar um espaço com fortes características brasileiras, mas que tivesse uma linguagem universal, ou seja, uma brasilidade heterogênea e nada óbvia. Peças de Joaquim Tenreiro, Sergio Rodrigues, Carlos Hauner e Martin Eisler, Gregori Ilych Warchavchik, Oscar Niemeyer, Estúdio Nada se Leva estão no espaço.

 

Lounge de Banho, por Patrícia Hagobian 

O espaço com 70m² tem a brasilidade marcada por designers e artistas nacionais, tais como Jader Almeida, Pedro Mendes, Christian Cravo, Rian Fontenele e Clayton Assaf. Além das criações que exaltam o design nacional, a profissional priorizou elementos naturais, tais como fibra e madeira, por todo o espaço.

 

Gabinete de Leitura, por Pedro Lázaro 

Um espaço multifuncional, que viabiliza o convívio diário com alguns dos maiores prazeres do usuário (literatura, arte e design), possibilitando a contemplação e utilização individual, bem como, receber de forma mais íntima aqueles que também compartilham dos mesmos ideais. A inspiração inicial veio dos contrastes da filosofia barroca e das antíteses da natureza humana, que instantaneamente motivaram a arquitetura moderna brasileira e a influencia até os dias de hoje.

 

Suíte Master, por  Toninho Noronha e Renato Andrade

Toninho Noronha, em parceria com o arquiteto Renato Andrade, resgata sua já conhecida paleta de cinzas como base para compor este ambiente de 70m2. Sem se preocupar em seguir um estilo, a mistura de referências é o ponto alto do espaço, sem esquecer do tema brasilidade. A suíte inclui, além da área do quarto, uma sala de banho com closet, e um pequeno espaço para home office. Tudo sem divisórias óbvias, é no layout dos móveis separados em duas principais ilhas (a de dormir e a de banho) que a distribuição das áreas é delimitada.

 

Today Skin, por Guilherme Torres 

O arquiteto Guilherme Torres criou em 400m² uma visão cosmopolita, lúdica e contemporânea que revisita os tempos áureos do edifício do Jockey Club, sede do evento e palco de festas memoráveis da high society paulistana nos anos dourados. Em tempos de austeridade e contenção, Guilherme preferiu tomar o sentido oposto ao revisitar o luxo de uma época sem estigmas datados, criando sua própria interpretação do gosto que partilha em comum com o legado de Dorothy – toques de fantasia e dramaticidade, contrastes em p&b e alguma ousadia nas proporções.

 

Suíte do Colecionador, por Paola Ribeiro

Lygia Clark, Palatinik, Walmor Corrêa, Cláudia Mellin e Macaparana são apenas alguns dos artistas escolhidos por Paola para o espaço que tem como marca a multifuncionalidade. Com 60m², é um espaço integrado que abriga quarto, banheiro, uma pequena sala de estar, além de um home office. A decoração foi feita a partir de uma paleta neutra de cores, já que a intenção é dar destaque às dezenas de obras de arte usadas para decorar o ambiente.

 

SERVIÇO 
Período: de 26 de maio a 12 de julho 
Horário: de terça a sábado, das 12h às 21:30h 
Aos domingos e feriados, das 12h às 20h 
Local: Jockey Club de São Paulo (Avenida Lineu de Paula Machado, nº 875 – Cidade Jardim)
www.casacor.com.br