Páscoa no MON

Domingo é o último dia da exposição “Jaime Lerner - Das Vozes da Cidade”

Desde dezembro de 2014 o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, recebe a mostra sobre os 50 anos de carreira de Jaime Lerner. Em cartaz até este domingo, 05 de abril, traça a trajetória de como se tornou um dos nomes mais conhecidos e respeitados da arquitetura e urbanismo. 

Com curadoria de Valéria Bechara, a traz desenhos, fotos, vídeos, depoimentos, croquis e maquetes. “A obra é o trajeto, da inspiração à ideia, um rastilho que inspira. Não uma utopia, posto que o ideal é dissociado de lugar ou possibilidade, enquanto que o que ele inspira é a ideia de um sonho possível”, pontua ela. 

Nascido no ano de 1937 em Curitiba, Jaime Lerner teve a criatividade e a ideia de urbanidade desde cedo. Morava na porta de entrada da capital paranaense, a Rua Barão do Rio Branco, que ligava a estação de trem ao centro da cidade, com grandes hotéis, comércio e a imprensa presente em emissoras de rádios e jornais. Crescer neste ambiente foi essencial para definir o olhar, a imaginação, a inspiração e a ideia que futuramente transformou a cidade. Três vezes prefeito de Curitiba (1971-75/1979-83/1989-93) e duas vezes governador do Paraná (1995-99/1999-2003), Lerner tem um legado definido, bem estruturado e inspirador. Na liderança da equipe, Curitiba se tornou uma referência urbana, com outras cidades adotando seu sistema de transporte coletivo. 

+ Arte

Quem quiser um feriado cheio de arte, há outras exposições que não podem ser perdidas no mesmo museu, que justamente no domingo tem entrada gratuita. Uma delas é “Genesis – Sebastião Salgado”, que foi prorrogada e ficará em cartaz até o dia 17 de maio. Fruto de mais de 30 viagens, a mostra é o resultado de oito anos de trabalho. Com 245 imagens selecionadas, divididas em cinco seções geográficas, tem curadoria de Lélia Wanik Salgado. O objetivo do fotógrafo, com esta mostra, é trazer ao público ambientes que ainda não tenham sido atingidos pela vida moderna e que se mantêm intactos na natureza.

Além destas duas, o público poderá conferir as exposições “Acervo MON – 2013/2014”, “Histórias do Acervo MON – em aberto”, “Crash – Regina Silveira”, “Arte Cibernética – Coleção Itaú Cultural”, “IDEA/Brasil”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas” e o projeto especial “Isolde Hötte, sua obra”. 

Serviço:

“Jaime Lerner – Das Vozes da Cidade”

Sala 06 –  Até 05 de abril de 2015, domingo

Genesis - fotografias de Sebastião Salgado

Salas 4 e 5

Até 17 de maio de 2015

O Museu Oscar Niemeyer (MON) não funcionará no dia 3 de abril, feriado de Sexta-feira Santa. Porém, o espaço abrirá normalmente nos dia 4 e 5, sábado e domingo. A loja e o café também funcionarão no fim de semana.