Design Invisível

Projeto apresenta o design para alunos com deficiência visual

“Compartilhar a poesia, a beleza e a importância do Design para jovens cegos”. Nas palavras de Rodrigo Brenner, da Furf Design Studio e co-criador e professor do projeto Design Invisível, esse é o principal objetivo da iniciativa, fruto da parceria entre ele e o projeto "Ver com as Mãos".


Foto: Danile Pedrozo

O Design Invisível surgiu em meados de 2013, quando Rodrigo decidiu levar a fundo o conceito de que o design não diz respeito apenas à estética, mas também à história que está por trás de uma criação, que influencia no resultado final de forma direta e invisível. “Design é poesia, amor, paixão, sedução”, afirma Brenner. 


Foto: Danile Pedrozo

Ideias que são repassadas aos alunos com deficiência visual que participam do projeto e que fazem toda a diferença. Lá, por exemplo, eles são estimulados a compreender que podem trabalhar com o design sem depender exclusivamente do recurso visual. “Estamos dando voz a eles.É fantástico o toque puro que eles têm para o design, em passar emoção e sentimento usando poucos traços. Essa é a essência pura do Design”. 


Foto: Danile Pedrozo

Mas se engana quem pensa que os alunos são deixados à solta no projeto. Pelo contrário, eles são altamente cobrados, como profissionais. Desde a criação do projeto até o desenho final, eles são avaliados e exigidos para que possam exprimir sempre o melhor.  “Ao conhecer melhor o enorme potencial e criatividade dos alunos, decidi dar um passo audacioso e criar uma linha de produtos desenhados por eles, inclusive”, explica Brenner. 


Foto: Danile Pedrozo

Mesmo com o pouco tempo de existência, a iniciativa já angariou prêmios no ‘Design for All’, entregue pelo Instituto Europeu di Design (Milão, Itália), na Conferência Internacional de Cidades Inovadoras e no IDEA/Brasil: o melhor do design brasileiro. Além de duas menções (‘Diseño para Todos’ e ‘Diseño y MovimientosSociales’) na Bienal Iberoamericana de Diseño (Madri, Espanha).


Foto: Danile Pedrozo

“O Design Invisível realmente mudou a minha vida pessoal e profissional. Fico feliz em saber que o projeto conseguiu e consegue tocar tantas pessoas e fazê-las repensarem sobre a importância e real beleza de um produto”, completa o professor. 


Foto: Danile Pedrozo