Conheça o trabalho inovador de André Schmitt

Confira um pouco da vida e das obras concebidas pelo arquiteto e urbanista cearense

Quando se fala em arquitetura e urbanismo no sul do país, o nome do profissional André Schmitt certamente aparece. Mas conquistar um espaço privilegiado não foi tarefa fácil para ele. Schmitt se mudou do Ceará com a família para Porto Alegre ainda quando tinha quatro anos de idade. Sempre foi um aluno que apresentava facilidade nas ciências exatas, mas que também tinha uma queda pelas artes. E essa divisão o acompanhou até o momento de escolher a profissão, afinal, nem todas as ocupações oferecem a oportunidade de mesclar as duas coisas. Tudo se resumiu à questão: engenharia ou belas artes?

Bem, nenhuma das duas. Schmitt acabou fazendo uma visita à Faculdade de Arquitetura da capital gaúcha após a orientação de uma pedagoga e por lá ficou. "Logo de entrada, encontrei uma belíssima exposição de trabalhos de alunos com desenhos, croquis e maquetes", relembra o arquiteto. Depois de formado, em 1973, o profissional se mudou para Santa Catarina para trabalhar numa rede de hotéis, ajudando na implantação e desenvolvimento de novas sedes do empreendimento. "Esse foi, por um lado, o meu inicial e importante contato com o canteiro de obras, mas, fundamentalmente, a apresentação aos projetos turísticos", comenta. 

Além da mudança para Santa Catarina, ontro ponto crucial da história de Schmitt foi uma viagem para a Europa, ainda na década de 70. Lá, o arquiteto teve contato com novas tecnologias, alternativas radicais e diferentes e com base na sustentabilidade. Era um período fértil e de mudanças arquitetônicas e urbanísticas. Por isso, quando voltou ao Brasil, ele estava inspirado por tudo o que viu. E muito dessa influência européia de inovação é vista em vários de seus projetos.

Em Santa Catarina, o foco de Schmitt é arquitetura e urbanismo. Especialmente aqueles voltados ao turimso e à hotelaria. "Me deparei com este imensurável patrimônio natural, com um incrível potencial a ser explorado, onde o grande desafio reside em encontrar o apropriado ponto de equilíbrio entre o uso e a preservação", disse ele sobre o estado catarinense. 

Que tal conhecermos alguns de seus projetos?       


Maquete da proposta de intervenção no Parque Metropolitano Dias Velho - Aterro da Baía Sul, em Florianópolis. Em 1997, Schmitt venceu o concurso de novas ideias para o espaço projetado por Roberto Burle Marx, em 1970. 


Croqui do Centro Histórico (mercado, alfândega e casario colonial) recuperando o contato com o mar no mesmo projeto 


Implantação geral do Complexo Turístico Costão do Santinho 


O hotel internacional com o conjunto de piscinas em primeiro plano


Vista da área do Setor Social da Orla, integrando o Hotel Internacional (à direita) e as vilas habitacionais (à esquerda)


Campo do Costão Golfe, tendo ao fundo modelos de residências projetadas pelo escritório Desenho Alternativo


Praça da Cidade de Pedra Branca situada em Palhoça, antessala do edifício comercial "Office Green"


Volumetria do novo centro urbano da Cidade Pedra Branca, com marcação dos projetos da Desenho Alternativo. O bairro-cidade foi planejado baseado em ecodistricts e green buildings. O objetivo é até 2020 ser reconhecido como o melhor lugar para se viver