Conheça mais ambientes da Casa Cor SP que começou ontem

Mostra completa 30 anos e aposta na brasilidade

 46 - Banheiro Masculino

Arquitetas: Beatriz Zamperlini e Mariana Zimmermann

Dentro do tema “celebrar”, as arquitetas buscaram enfatizar o prazer em apreciar detalhes de decoração. Como forma de fugir das cores escuras, que são referência em banheiros masculinos, a dupla escolheu o aço corten para a bancada. Entre os mictórios, divididos por um painel do mesmo material, um lambe-lambe com o desenho de uma pin-up ganha projeção no contraste com o papel de parede sóbrio. A sustentabilidade também foi um norte, tanto na escolha das luzes de led quanto no reaproveitamento de elementos utilizados em outros projetos. O ambiente tem 9 m², com inspiração no mundo moderno, utiliza materiais de ponta com um olhar para a sustentabilidade. O espaço foi todo pensado para que houvesse uma aproximação entre o mundo da decoração e os homens, e que fosse funcional e prático.

 

 

47 - Adega

Arquitetura: Triart Arquitetura

A Triart Arquitetura, formada pelos sócios André Bacalov, Kika Mattos e Marcela Penteado, estreia na CASA COR com a Adega de 13 m². O trio idealizou um ambiente com iluminação reduzida, tons sóbrios, móveis italianos e peças de antiquário. A mistura de elementos clássicos e contemporâneos garante um visual cool e, ao mesmo tempo, maduro e sofisticado. Destaque para a ousadia e criatividade dos arquitetos com a proposta de uma adega inusitada: blocos de concreto encaixados.

 

48 - Experiência Ornare

Arquiteto: João Armentano

Completando 30 anos no trade, a Ornare – referência em armários e móveis de alto padrão para cozinha, sala de banho, home theater e closet, há 30 anos no Brasil e há dez anos nos Estados Unidos – tem seu espaço com 200 m² assinado pelo arquiteto João Armentano. Interação é a palavra-chave nesse moderno apartamento. As paredes, revestidas com painéis de madeira da Ornare, também abrigam móveis camuflados, como os armários da cozinha, as estantes da sala de jantar e a mesa do home office – no piso, a escolha foi pela pedra dekton. Para manter a mesma fluidez nos espaços íntimos, não há separação entre quarto e closet e o piso de madeira se estende também ao banheiro, enquanto o pé-direito mais baixo cria uma atmosfera acolhedora.

 

49 - Tenda

Arquiteto: René Fernandes

A vida na cidade se torna cada vez mais voltada para ambientes internos e temos cada vez mais vontade de nos sentirmos na natureza. As áreas externas, pátios e varandas se tornam, assim, um sonho de consumo possível. O projeto de René mostra que uma pequena área pode até ter uma lareira externa e servir como um ambiente multiúso para um café, um drinque ou mesmo para os momentos de relax. O paisagismo é de Mariana Castilho Barbosa, que fez um mix com 12 tipos de bambu e transformou a área num agradável jardim.

 

50 - Restaurante CASA COR

Arquiteta: Bárbara Jalles

A arquiteta e designer de interiores Bárbara Jalles assina a repagionação do restaurante Badebec, tradicional espaço da mostra e o único que ficará para uso dos sócios do Jockey a partir do final da mostra. A profissional explorou conceitos, materiais e aplicou as mais diversas referências nos 225 m², sem perder as referências clássicas da arquitetura original.

 

51 - Jardim da Casa

Arquiteta: Bia Abreu

O fascinante jardim assinado pela arquiteta paisagista Bia Abreu emoldura a casa projetada por Ana Maria Vieira Santos, como um convite à apreciação. Apesar de atrair os olhos, a proposta deste jardim residencial não é apenas apreciar. Bancos e espaços de estar proporcionam uma experiência de integração das pessoas com a natureza. O exuberante jardim vertical de samambaias, columeias e lambaris contrapõe toda a horizontalidade do jardim de forma complementar, e é refletido por um espelho d'água linear. O jardim aposta em espécies brasileiras de folhas grandes com um vasto leque de tons de verde: filodendros, bananeiras e alpinias fazem parte deste refúgio tropical.

 

52 - Casa com Garagem Renault

Arquiteta: Ana Maria Vieira Santos

Para esta edição da CASA COR, Ana Maria Vieira Santos mostra sua assinatura na Casa com Garagem Renault. Cheio de espaços amplos regados à luz natural, o projeto de 160 m², com jardins e um toque contemporâneo, evidencia a inconfundível atmosfera acolhedora e elegante da profissional.

 

53- Jardim Caboclo

Arquiteto: Marcelo Faisal

A Trancoso dos anos 1980 desembarca em São Paulo, personificada pelo Jardim Caboclo, projeto assinado por Marcelo Faisal. O jardim resgata a história do caboclo e da miscigenação oriunda da colonização brasileira. O paisagista mergulhou no baú de relíquias do acervo pessoal de Hugo França e trouxe peças icônicas para protagonizar o ambiente. Canoas, bancos, cascos, itens que tão bem representam o início da carreira de França, foram ambientados em 13 m² de areia, o que dá ainda mais destaque à madeira rústica que divide espaço com exuberantes coqueiros.

 

54 - Espaço Deca

Arquiteta: Marina Linhares

Dividido em sete ambientes: suíte máster, banho, área de exposição, living, sala de jantar, gourmet e deque, o Espaço Deca conta com uma área de 200 m² e promete atrair as atenções. Com dois espaços funcionais, a área gourmet e o banho, o projeto destaca as novidades em misturadores Deca, que imprimem uma atmosfera contemporânea, e traz referências históricas da Bauhaus, em que há uma relação íntima com a arquitetura. No projeto de Marina, tais referências podem ser conferidas por meio das linhas retas e pelo uso de grandes vãos, além de obras de arte e da ligação com a marcenaria e itens pré-fabricados.

 

55 - Olho-d’Água

Arquiteto: Alexandre Furcolin

O paisagista destaca um lago inspirado na paisagem de Lagoa Santa, em Goiás, cidade conhecida por suas águas termais. Destaque para o espelho d’água com plantas aquáticas típicas da região, além do deque de madeira pínus, em conjunto com o pergolado metálico de teto verde e as espreguiçadeiras na cor fendi. Comprada em um antiquário, a ducha de bronze reforça a impressão de que o visitante pode tomar sol e nadar.

 

56 - Casa Conceito

Arquiteta: Jóia Bergamo

Inspirado na linguagem da Bauhaus, o espaço de 73 m² da arquiteta e decoradora Jóia Bergamo tem por objetivo a amplitude por meio da integração dos ambientes. A ideia é estreitar a relação entre a construção e a natureza ao redor. Trata-se de uma casa conceitual toda construída com vidro, com estruturas metálicas, linhas minimalistas e em formato de cubo. Transparente, o espaço ganha fluidez na integração dos ambientes e propõe um momento de reflexão em relação ao planeta.

 

57 - Boulangerie

Arquiteta: Idália Daudt

Pautada no conceito de descontração que comtempla uma mistura de estilos contemporâneo, industrial e rústico, a arquiteta criou um ambiente onde o visitante pode desfrutar de um excelente café, uma refeição, conversar com amigos. Trata-se de um espaço funcional, no qual o “uso” é essencial para atender suas funções. A inspiração e as referências para o projeto vieram dos cafés e bistrôs atuais de grandes cidades como Paris, Londres e Nova York.

 

58 - Jardim da Piscina

Arquitetura: Pessuto Paisagismo

O paisagista Ricardo Pessuto tomou a jabuticabeira, o jasmim-manga e as palmeiras do local como elementos principais do projeto de seu jardim, que faz parte do espaço de Jóia Bergamo e incluiu uma vegetação de floríferas na parte mais ensolarada do local. Além disso, trabalhou com cores, formas e texturas e utilizou cobogós nos limites da residência. Destaque para espécies nativas como pau-brasil, mandacaru e sibipiruna, entre outras.

 

59 - Loja dos Enxovais

Arquiteta: Mariana Crego

A atmosfera lúdica serviu de inspiração para Mariana Crego projetar o espaço de 40 m², que se pautou numa narrativa de sentimentos e significados. Para conceber a loja-conceito da marca Mundo do Enxoval, Mariana apostou numa estética que se materializa com profundidade por meio de detalhes que agregam sustentabilidade, arte e interação dos visitantes com o espaço, numa mensagem positiva e motivacional para produzir boas energias.

 

60 - Casa Sustentável

Arquitetura: Mindlin Loeb e Dotto Arquitetura

O espaço conceitual, projetado a convite da Inovatech, traz aplicados diferentes sistemas construtivos e soluções que economizam recursos naturais, reduzem a poluição e respeitam o meio ambiente, e ainda tem elevados níveis de conforto e saúde para seus usuários. A Casa Aqua foi concebida para atender aos critérios do Referencial Técnico de Certificação da Construção Sustentável – Processo Aqua (Alta Qualidade Ambiental), lançado em abril de 2008 pela Fundação Vanzolini, inspirado no sistema francês HQE (Haute Qualité Environnementale) e adaptado à realidade brasileira.

 

 

61 - Joalheria

Arquitetos: Eduardo Bessa e Claudia Alionis

Com móveis na tonalidade nude, os profissionais buscaram a sintonia da marca Fabrizio Giannone com o público feminino. O espaço conta faixa de réguas de concreto bruto, que marca o eixo da loja. Já as extremidades do piso de mármore carrara representam a passagem do estado bruto para o lapidado. O ambiente tem mobiliário da década de 1960 e mistura a elegância italiana à feminilidade brasileira.

 

62 - Loja dos Cristais

Arquiteta: Vivian Coser

Um espaço de 57 m² repleto de recursos de arquitetura, decoração e iluminação para expor com elegância os produtos da marca Baccarat, entre eles, os lustres Mille Nuits e Lady Crinoline, lançamento de três andares com altura regulável. Em contraponto às peças clássicas da Baccarat, Vivian criou uma arquitetura moderna e atemporal marcada por linhas minimalistas, mesma proposta de todo o mobiliário que ela assina e apresenta, pela primeira vez, no evento. A linha Sette7 reúne mesas laterais, de jantar, bancos e estará à venda em importantes lojas de luxo.

 

63 - Casa da Sissi

Arquiteta: Brunete Fraccaroli

Brunete Fraccaroli presta a última homenagem a sua companheira de 16 anos, a cadela Sissi. A profissional apresenta em 13 m² um projeto distribuído em espaço gourmet, living, suíte máster, closet, todos ricamente detalhados em nuances de cinza, seguindo as tendências de Milão. Para esta edição, Brunete traz uma grande novidade, a maioria dos móveis que compõem o espaço foi impressa em 3D.

 

64 - Vagão de Trem

Arquiteto: Léo Shehtman

Utilizando um vagão de trem da antiga Estrada de Ferro Sorocabana, o arquiteto Léo Shehtman projetou um lounge minimalista e funcional. A intenção é que o vagão seja visto como um módulo, permitindo que a construção tenha tempo e custos reduzidos em relação às construções tradicionais, além de contribuir com o meio ambiente, utilizando materiais reciclados que fazem parte do conceito do projeto: recuperar os componentes industriais e explorar soluções construtivas inovadoras. A escolha pelo glamour do estilo ganha peso com o ano de fabricação do veículo (1945) e harmoniza perfeitamente com a sofisticação de um vagão de trem antigo. Com área total de 40 m², o ambiente interno é composto por living, sala de banho, sala de almoço e cozinha, todos integrados em um ambiente, sem paredes e divisórias, o que permite aproveitamento máximo da área.

 

65 - Garagem de Estar Renault

Arquitetura: Todos Arquitetura

O espaço funcional e despojado conta com mobiliário solto que reforça a ideia de que se trata de um local para ajustes e experimentações. O ambiente conta com a temática do carro, que aparece em toda a ambientação, a exemplo do pendente construído com o logo da Renault e dos suportes para vaso feitos com cintos de segurança. A sustentabilidade se destaca no projeto, desde a escolha pelo piso de demolição até a pintura à base da água e a reutilização de peças para confeccionar os móveis.

 

 

66 - Loja da Construção

Arquitetos: Gerson Dutra e Ana Salama

Espaço comercial, voltado para a divulgação de produtos comercializados em duas lojas-conceito e uma nova forma de ver e interagir com um novo estilo de apresentação de produtos, em um espaço contemporâneo, com linhas modernas e estilosas, quatro ambientes disponíveis de visualização, um office, lavabo, hall e oficina, tudo ambientado e decorado dentro das tendências atuais de Milão. Além disso, conta com um apelo forte em tecnologia de realidade virtual, por meio da qual é possível navegar em ambientes de estilos diversos, promovendo a interação entre cliente, loja e espaço.

 

67 - Banheiro Deca

Arquiteta: Rafaela da Silva Leite

Vencedora na categoria Design de Interiores do Prêmio Deca Estudos de Um Banheiro, a estudante da Etec Júlio de Mesquita foi contemplada com um ambiente na edição de 2016 e assina um dos banheiros públicos da mostra.

 

68 - Jardim Lounge

Arquiteta: Judith Pottecher

A proposta aqui é que o diferencial seja o design do jardim. A profissional executou uma tapeçaria vegetal, que conta com uma mistura de musgos, suculentas e cactos. No ambiente, há uma poltrona do artista Rodrigo Almeida, com intervenções vegetais. A parede verde, ao mesmo tempo que completa a decoração, também cria um contraste estético por não incluir na composição os minerais que caracterizam o solo.

 

69 - Loja CASA COR

Arquiteto: Gustavo Calazans

Ocupando um contêiner, o projeto da loja reflete sobre valores associados à brasilidade e ao mesmo tempo explora um único material em suas diversas padronagens. Partindo apenas do uso de MDF amadeirado, toda a intervenção na loja é composta por um quebra-cabeça reticulado de 200 diferentes peças que se encaixam, formando estantes que nascem do reticulado que recobre o teto do ambiente, descendo pelas paredes, deixando apenas uma delas livre, que serve ao mesmo tempo como acesso e vitrine.

 

70 - Lounge de Saída

Arquiteto: José Roberto Moreira do Valle

O ambiente do arquiteto é definido como um lounge de saída pouco convencional, pensado como um espaço de festa. O profissional optou por uma tenda de tecido de inspiração árabe nas cores preta e bege, que transmite em seu interior a impressão de que se trata do living de casa. A poltrona de couro, as fotografias contemporâneas e as peças asiáticas convivem de forma harmoniosa no espaço. De dentro da tenda é possível ainda apreciar a vegetação em volta do Jockey.

 

 

71 - Lounge CASA COR na FNAC Shopping Morumbi

Arquiteta: Patricia Pasquini

Um espaço contemporâneo e aconchegante, feito especialmente para a CASA COR e para os frequentadores da FNAC que querem relaxar durante as suas compras e apreciar um ambiente da mostra. No projeto, Patricia Pasquini projetou uma divisória de painel de madeira que imita aço corten, divide os ambientes e dá um aspecto de lounge. A parte de baixo da divisória foi projetada em formas irregulares e vazada para dar a sensação de amplitude e recebeu uma iluminação com fita de led. As arandelas em tom bronze seguem o tom do corten e chamam a atenção pelo efeito de luz. Os tons dos tapetes se destacam com o matiz neutro das poltronas. O destaque do ambiente fica com a mesa de centro de madeira maciça vinda dos Alpes italianos e o banco de madeira maciça brasileira.

 

 

Serviço:

Período: de 17 de maio a 10 de julho

Horário: Terça a quinta, das 12h às 21h

Sexta, sábado e feriados, das 12h às 21h30

Domingo, das 12h às 20h

Local: Jockey Club de São Paulo

Endereço: Avenida Lineu de Paula Machado, nº 775 – Cidade Jardim

Ingressos

De terça a quinta-feira Ingresso inteiro: R$ 52,00 Ingresso de estudante: R$ 26,00 Ingresso senior (para pessoas com 60 anos ou mais): R$ 26,00

Sexta, sábado, domingo e feriados Ingresso inteiro: R$ 65,00

Ingresso de estudante: R$ 32,50 Ingresso sênior (para pessoas com 60 anos ou mais): R$ 32,50 Passaporte único: R$ 150,00

Valet: R$ 25,00

Endereço: Avenida Lineu de Paula Machado, nº 775 – Cidade Jardim

Mais Informações

Site: www.casacor.com.br

Facebook: www.facebook.com/casacoroficial

Instagram: @casacor_oficial