CIDADES VERDES

Conheça as propostas inovadoras para grandes centros urbanos sustentáveis

A Spoga+gafa, feira que aconteceu até terça-feira, 6 de setembro, em Colônia na Alemanha, reuniu grandes designers e estúdios de arquitetura de mais de 60 países com um objetivo: utilizar a criatividade para que as cidades fiquem mais verdes e sustentáveis. Além das grandes novidades em decoração, jardinagem e design, o paisagismo e urbanismo de projetos arquitetônicos são uma grande preocupação dos estúdios e urbanistas que estiveram em exposição na maior feira do setor da Europa. Tornar cidades mais sustentáveis e com mais contato com a natureza são os focos dos projetos apresentados.

Confira as propostas. 

O estúdio Dinamarquês Effeck levou o projeto apresentado na Bienal de Arquitetura de Vienade, Regen Villages. O objetivo é a construção de residenciais sustentáveis com mais espaços verdes nas casas e conceito de mercado vertical de plantas. O nome do projeto vem do conceito de regeneração holística que busca utilizar da tecnologia de aproveitamento de água, produção de energia renovável, reciclagem de lixo entre outros. 

 

Pode parecer controverso, mas cada vez mais projetos mostram como cultivar vegetais, frutas e plantas decorativas dentro das cidades. Com esse objetivo projetos desenvolvem tecnologia para cultivo atrás de vidros ou até mesmo debaixo da superfície. Aqui, uma fazenda urbana é apresentada pelo estúdio AeroFarms dos Estados Unidos, que permite cultivo vertical indoor. 

 

O projeto sueco Plantagon Green House, aproveita áreas vazias das cidades para criar uma atmosfera de cultivo dentro de uma redoma de vidro que integra o urbano com o rural, chamada “Agritechture”.

 

Inspirados pela nossa mata tropical, o estúdio francês Triptyque criou para São Paulo a Tropical Tower que é coabitada por plantas em toda a sua extensão nas fachadas externas dos prédios que serão em vidro. O projeto arquitetônico não é linear, a fachada move-se organicamente com sacadas e terraços que podem receber árvores e até mesmo hortas. 

 

Com a mesma proposta de trazer mais áreas verdes para as sacadas e terraços de prédios, a designer francesa Manuelle Gautrand desenvolveu o L´Edison Lite. O edifício é projetado para ter mais áreas externas e verdes, além de ambientes compartilhados pelos moradores.

 

O projeto do estúdio Düsseldorf Architecture possui arranha-céus de luxo com jardins verticais para o distrito de Toranomon, em Tokyo. Desenvolvido para escritórios e residências, o projeto terá conexão com o já existente Toranomon Hill Mori Tower, e visa trazer mais áreas verdes para relaxamento e contato entre pessoas.

 

Consultoria: A Spoga+gafa é uma realização da Koelnmesse, há 90 anos uma das maiores promotoras de eventos no mundo. 
Para mais informações visite www.spogagafa.com.