Casa e arte

Saiba como exibir os quadros de maneira moderna e surpreendente

Quadros são um dos itens que mais personalizam os ambientes. Podem levar elegância, descontração e indagações, dependendo do que expressam.  E engana-se, no entanto, quem pensa que as paredes são os únicos lugares para eles. Mesas, balcões, estantes e até mesmo o piso pode ser o lugar ideal para a sua peça. Para chegar à harmonia tão desejada, Márcia Calcagnotto, consultora da Moldura Minuto, dá algumas dicas:

No quarto, a melhor opção é utilizar quadros com temas leves ou até retratos de momentos especiais e familiares, uma vez que o espaço é bem intimista e precisa trazer serenidade.

Na sala, para acrescentar movimento e sofisticação ao ambiente, a dica é montar uma composição com vários quadros. Essa composição pode ser feita com telas, fotografias e gravuras. Para os iniciantes que têm medo de errar, a dica é escolher um elemento que una toda essa mistura, como molduras ou cores iguais. 

Nas cozinhas, a alternativa é utilizar fotos e gravuras de temperos ou frutas coloridas para trazer frescor ao ambiente. Já nos banheiros, é preciso levar em consideração o grau de umidade. Por isso, é bom evitar imagens em papel, como gravuras e fotos. Impressões em acrílicos são mais indicadas, nesse caso. 

Vamos encher a casa de arte? 


No banheiro, as impressões em acrílico são mais indicadas do que imagens em papel, que podem ser prejudicadas pelo nível de umidade no local / Foto: divulgação


A maneira de compor os quadros fica a cargo da criatividade de cada um. Desta forma, cada ambiente se torna único e traduz a personalidade de quem vive nos espaços / Foto: divulgação


Nesta cozinha a composição com quadros foi simples, mas fez toda a diferença / Foto: divulgação


No quarto, uma boa pedida é posicionar os quadros acima da cama, criando, desta forma, um ambiente charmoso / Foto: divulgação


Uma dica para acertar na composição de quadros é escolher elementos em comum que façam os itens dialogarem. Neste caso, a moldura e o tema das fotografias são os responsáveis por isso / Foto: divulgação