Casa Cor SC

Casa Cor Santa Catarina traz como tema "design para um" e com isso, apresenta projetos autorais. Conheça os espaços de Florianópolis

Estão abertas as portas da Casa Cor Santa Catarina! Com o tema “design para um”, propõe um contraponto à reflexão trazida pela Bienal Brasileira de Design, que está acontecendo no mesmo estado com o tema “design para todos”. O objetivo da organização da mostra com a escolha do tema foi instigar os expositores a criarem ambientes únicos, que refletissem o estilo individual de cada profissional. Quem saiu ganhando com esta dinâmica foi o público, que encontra projetos fortemente autorais na edição deste ano.

Mais uma vez, a Casa Cor SC está dividida em duas cidades. Em Florianópolis, 21 ambientes encontram-se em um prédio histórico localizado no bairro José Mendes, conhecido por ser uma antiga fábrica de refrigerantes, hoje sob a administração do SESC. Em Itajaí, 25 espaços estão distribuídos no Riviera Concept, empreendimento que sedia a CASA COR pelo terceiro ano consecutivo, localizado no endereço mais desejado do litoral catarinense: a Praia Brava. 

Confira os espaços da Casa Cor Santa Catarina 2015 em Florianópolis:

Hall e Bilheteria, por Marisa Lebarbenchon Interiores 

Assinado pela designer de interiores Marisa Lebarbenchon e pelo arquiteto Arthur Rabello, o ambiente de 20 m² foi planejado com a missão de fazer brilhar os olhos do público, apostando no uso de materiais com requinte e outros adaptados a sustentabilidade ambiental. “A ideia era obter várias formas, com diferentes materiais, combinações, formatos, movimentos e oscilações entre luz e sombra, proporcionando conforto visual e sofisticação ao Hall”, contam os profissionais. O mobiliário foi desenvolvido especialmente para o espaço e a estante está entre os destaques. Foto: Sidney Kair

Um Jardim Para..., por Ana Trevisan 

Quem passeia pelo jardim da CASA COR SC experimenta uma deliciosa sensação de bem estar. De cores, formatos e aromas variados, a decoração escolhida pela arquiteta e paisagista Ana Trevisan para seu Um Jardim Para... desperta sublimes lembranças de infância. Para compor o espaço, a profissional teve como inspiração o jardim de sua avó. O ambiente com 260 m² está localizado no patamar externo, o mais alto da mostra, o que favorece uma vista privilegiada para o mar. Os móveis foram selecionados em madeira ou alumínio com fibra sintética para resistirem às diferenças climáticas: mesa de refeições, espreguiçadeiras e pufes são um convite para momentos agradáveis ao ar livre. Pendurado em meio ao jardim, um balanço rouba a atenção e reaviva a memória dos visitantes. Fotos: Sidney Kair

Lavabos de Luxo: Container e Jardim, por Arquitetura Mineira 

Um refúgio para a mulher contemporânea revitalizar o corpo e a alma. Esta é a proposta do espaço de 25 m². Os detalhes de madeira natural, a presença de plantas, obras de arte e harmonização de cores criam uma atmosfera tranquila e relaxante. Móveis soltos, assinados pelo designer catarinense Jader Almeida, realçam a leveza e requinte do ambiente. A estrutura do projeto é um container, o que possibilitou investir em recursos sustentáveis sem abrir mão do conforto e sofisticação. “Estamos trazendo no espaço soluções para a economia de água através da automação dos chuveiros que possibilita o controle da vazão da água”, afirma Wanderson. A automação também está presente no controle da banheira através de smartphones, um verdadeiro deleite para os fãs de tecnologia. No teto, destaque para um elegante jardim que transfere conforto térmico e acústico ao container, assim como as esquadrias em um mix de pvc e vidro que viabilizam o controle solar, gerando uma diminuição significativa do calor. Fotos: Lio Simas e Sidney Kair

5 x São Paulo com Deca, por Juliana Pippi 

A premiada arquiteta esta à frente do ambiente da patrocinadora master do evento: o espaço 5x São Paulo com Deca. O projeto do loft de 130 m² tem como inspiração não apenas o jeito urbano de morar em São Paulo, mas as expectativas que definem as escolhas de quem decide fazer da cidade seu lar, a forma de se relacionar e conversar com a capital, os fluxos que marcam a rotina e a convivência na metrópole. Com uma pegada industrial, o ambiente é acolhedor com suas cores escuras destacadas pela luz natural durante o dia e mais intimista durante a noite. A arquiteta trouxe para o espaço peças de um time de designers e estúdios de design quem fazem brilhar os olhos: Paulo Alves, Jader Almeida, Paulo Mendes da Rocha, Zanine de Zanini, Bruno Faucz, Lattoog, Estudiobola, Em2, Ronald Scliar Sasson, Fetich Design, Rejane Carvalho Leite, Luia Mantelli, Marcelo Ligieri, Pedro Useche e Fernando Motta. Fotos: Sidney Kair

10 + 1 Home Office, por Carolina Gobbi Mocelin e Patricia Moschen 

As arquitetas juntaram as expertises de anos de profissão para desenvolver o projeto do ambiente 10 + 1 Home Office homenageando os apaixonados por futebol. O layout do espaço garante privacidade ao usuário e o cinza que pontua a decoração é complementado por tons de marrom. As cortinas e persianas tem uma proposta diferenciada, com mistura de tecidos e design autoral das arquitetas. Plantas específicas para ambientes internos são responsáveis por trazer o frescor da natureza para dentro do espaço. Fotos: Sidney Kair

Ateliê do Mestre Cervejeiro, por Sarau Arquitetura 

 
 
 
Os apreciadores de uma cerveja bem gelada certamente vão se identificar com o ambiente que os profissionais Ana Carolina Ogata, Carlos Rolim e Sandro Della Casa, da Sarau Arquitetura, projetaram. O espaço visa proporcionar uma experiência sensorial através de elementos como música, imagem e degustação. “O conceito do ambiente é despojado e foi desenhado para reunir amigos e celebrar a vida de maneira mais descontraída”, contam os arquitetos, que dividiram o layout do ambiente de 40 m² em área de convívio, lounge e área de bar com apoio de cozinha. O ponto central do ateliê é o grande bar personalizado que reúne a cerveja, a culinária e o prazer da interação entre as pessoas. Integrado ao bar, há um espaço de home theater e descanso. Fotos: Lio Simas

Como Queres Que Te Sirva?, por Pinheiro e Serrano Fonseca Arquitetura 

Um lugar inspirador e aconchegante que faz um convite a viver além do cotidiano, parar, respirar, observar, perceber e curtir o estado de espírito. Uma combinação inusitada que permeia entre o rústico e o contemporâneo, característica do trabalho dos arquitetos Mario Pinheiro, Dirlene Serrando e Ricardo Fonseca. O ambiente, com aproximadamente 60 m², ainda traz como temática a sustentabilidade ao investir em ações de reciclagem, reaproveitamento, reuso e compartilhamento. No mobiliário, a rusticidade e o conforto da madeira contrapõem o toque tecnológico e industrial do concreto. Como destaque, os arquitetos apontam a premiada poltrona Duna, assinada pelo estúdio brasileiro Mula Preta, e o banco Felisse. Fotos: Lio Simas e Sidney Kair

Estar Gourmet, por Nadia Müller e Tufi Mousse 

O Estar Gourmet integra dois espaços importantes (sala de estar e espaço gourmet) e remete ao conceito country urbano. “A leitura dessa arquitetura está claramente definida na forma do espaço, sugerindo através de sua estrutura o aconchego dos antigos salões de estar das casas germânicas e francesas”, descrevem os profissionais do escritório Tufi Mousse Arquitetura, de Joinville. O contraste entre a movelaria contemporânea e a movelaria de campo está presente no ambiente, e a proposta dos materiais é a composição entre o natural e o tecnológico. Segundo os profissionais, a marcenaria foi fundamental para dar originalidade e qualidade ao ambiente - conceito reforçado pelas poltronas e sofás elaborados por artesãos. Fotos: Lio Simas

Home Theater, por Letícia Pimentel Silva Caldart e Leonardo Caldart 

O ambiente de 70 m² foi inspirado num perfil de cliente que adora música e animadas reuniões com amigos e família. Em busca de um local com diferentes usos, os profissionais utilizaram uma relação de proporção para agregar ao cômodo um espaço de leitura, alimentação e descanso - apresentando um novo olhar sobre o tradicional conceito espacial de um home theater. O resultado foi um ambiente com traços simétricos e iluminação versátil, que possibilita alternância de cenas mais ou menos iluminadas, de acordo com o uso proposto para o momento. “O conceito do ambiente resume-se em descanso em movimento, onde a boa música proporciona o movimento e descanso em conjunto com o prazer do convívio com pessoas queridas”, explicam Letícia e Leonardo. Fotos: Lio Simas

Living África, por Ana Paula Ronchi 

A pluralidade cultural, os valores étnicos e as riquezas do continente africano inspiraram o projeto do Living África, ambiente da arquiteta Ana Paula Ronchi na CASA COR SC. A profissional de Criciúma fundamentou o espaço de 90 m² na ideia de uma África que evidencia a vivacidade da terra e o contraste das vidas que nela habitam. “Tentamos traduzir este conceito na escolha dos materiais. Em síntese, propomos uma junção dos produtos rústicos com modernos, dos tecidos cor de pele – animais – com a rigidez do concreto no chão”, explica. Segundo a arquiteta, as inspirações vieram de várias fontes, porém, duas delas foram fundamentais: as fotos tiradas pelo fotógrafo João Bolan, que retratou a dualidade vivida na África (especificamente em Nairóbi, no Quênia) e o trabalho da Kabiria, marca social de roupas que são produzidas por refugiados congolenses e moradores da comunidade Kabiria, no Quênia. No Living África, Ana Paula apresenta ao público da CASA COR SC um material que é novidade no mercado, a nano tech material (NTM) - com nanotecnologia aplicada pioneiramente em mobília e propriedade autorregenerante. Fotos: Lio Simas

Loft da Cris, por Cris Passing 

Um espaço diferenciado e único que retrata a personalidade e o conceito do trabalho da arquiteta Cris Passing. Essa é a proposta do Loft da Cris, um ambiente de 150 metros quadrados, que teve como inspiração o tema deste ano da mostra. O ambiente marcado por traços contemporâneos e sofisticados tem todos os cômodos de uma casa e se utiliza do moderno conceito de integração. No térreo estão o hall de entrada, lavabo de apoio, área social (estar, home, jantar e cozinha integrados), além de uma pequena lavanderia. Já na parte superior, estão o quarto de vestir, escritório e na ampliação do mezanino, o destaque fica para a aconchegante suíte do casal. Cores neutras, linhas retas e iluminação pontual traduzem o conceito acolhedor do loft, enquanto que a presença da madeira e tecidos naturais deu o toque de requinte e leveza. Foto: Sidney Kair

Lounge Espaço Aberto, por Fernanda Siqueira e Lucéli Almeida 

As profissionais fizeram da sede em Florianópolis, onde acontece a mostra, a própria inspiração para projetar o lounge. O prédio, que abrigava a antiga fábrica de refrigerantes na década de 70 e impulsionava a economia na capital, remete a um movimento arquitetônico que destaca o brutalismo como conceito principal do Lounge Espaço Aberto. O ambiente é amplo e conta com 84 m², dividido em áreas interna e externa. “Investimos na linguagem atemporal e vanguardista partindo da sustentabilidade, passando pela contemporaneidade, tanto no mobiliário quanto nas artes, sem deixar de primar pela elegância, conforto com ar de despojamento que este espaço exige”, explicam as profissionais do escritório Fernanda Siqueira Designer de Interiores. Foto: Sidney Kair

Meu Loft, por Gebara & Filártiga Arquitetos

O ambiente se destaca ao propor uma atmosfera cosmopolita e industrial para os visitantes da mostra. O projeto, assinado pelo escritório Gebara & Filártiga Arquitetos, de Florianópolis, traz um conceito contemporâneo, repleto de originalidade e conforto. Os arquitetos Beto Gebara e Marila Filártiga investiram em alternativas funcionais e elegantes para compor o ambiente que lembra os lofts de Nova York das décadas de 60 e 70. O loft foi projetado num espaço de 60 m² e os ambientes são integrados e de fácil circulação. Na maior parede do ambiente, do piso ao teto, a dupla aproveitou o pé direito e apostou no revestimento nos tons naturais de tijolos. O material traz mais aconchego e bucolismo, contrastando com a cartela de cores que inclui preto, branco, cinza e terracota, e reforça o tema das antiga fábricas. Entre os destaques do ambiente, está uma escada metálica desenhada pelos arquitetos. Com degraus intercalados, o que faz com que ocupe menos espaço em planta para atingir máxima altura, é uma releitura da criação de Alberto Santos Dumont, onde só se pode começar a subir com o pé direito. Foto: Lio Simas

Office 16, por ArchDesign Studio 

Flexibilidade, criatividade e tecnologia de ponta traduzem o Office 16 assinado pelo escritório ArchDesign Studio. O ambiente, que pelo segundo ano consecutivo será o espaço de trabalho dos arquitetos Thais Zimmermann e Luiz Fernando Zanoni, tem inspiração no work style contemporâneo e no estilo de vida dos profissionais, tendo como base a versatilidade, o que faz do local de trabalho repleto de possibilidades. Para compor o ambiente, o primeiro passo do casal foi uma imersão nos métodos e processos de trabalho ao longo da história. “Após o estudo, definimos um modelo contemporâneo, no qual o projeto adapta-se as necessidades e demandas com uma nova dinâmica, podendo reorganizar-se a cada novo trabalho respeitando as diferentes equipes e formas de atuação”, afirmam os profissionais. O Office 16 de aproximadamente 50 m² e é totalmente móvel, sem nada fixo. Fotos: Lio Simas

Quarto do Bebê, por Porto Maestri 

Caroline Porto e Isadora Maestri projetaram o quarto em 23 metros quadrados em um estilo clássico atual. O uso de cores neutras no mobiliário, boiseries, arandelas e toques de dourado trazem requinte ao espaço, contrapondo às estampas modernas presentes nos tecidos e paredes - que receberam aplicações de papel de parede e painéis em laca. Foto: Sidney Kair

Sala de Jantar do Colecionador, por  Estela Cislaghi 

O ambiente de 68 m² foi desenvolvido sob medida para os que apreciam arte, gastronomia e bons vinhos, apresentando um layout totalmente integrado com uma adega transparente para 250 garrafas, uma área gourmet e outra para degustação. Estela buscou nas caves e áreas de degustação de vinícolas de diferentes partes do mundo as referências aplicadas no projeto. “O ambiente traz informações sobre algumas das mais importantes áreas produtoras de vinho do mundo, com mapas, livros e dicas para iniciantes”, conta. Na decoração, a profissional apostou na aplicação do design num ambiente contemporâneo, despojado e multifuncional - linguagem que encontrou no design escandinavo. Todas as peças do ambiente são originais, assinadas por designers e em maior parte produzidas no Brasil. Foto:Lio Simas

Sala Íntima dos 50 tons de branco, Laura Gransotto 

A designer e decoradora de ambientes Laura Gransotto se inspirou no clima sensual da intimidade de um casal para projetar seu ambiente de estreia na mostra. A cor favorita da designer foi trabalhada de modo a estimular uma experiência sensorial, causando no público uma percepção mais sensitiva ao entrar no ambiente - que contrasta com o colorido dos demais espaços. Para evitar a monotonia, Laura explorou variados tons e texturas. “Com esta variação de branco, temos ainda uma sensação de amplitude e um efeito ótico e luminoso incríveis”, destaca a profissional. Foto: Sidney Kair

Suíte Master Infinito Particular, por Klaxon Arquitetura 

O arquiteto e lighting designer Pedro Tessarollo e o designer de interiores Jairo Lopes estreiam na mostra com o ambiente de 61 m². “Materializamos aqui um espaço muito confortável, funcional e carregado de personalidade, onde cada objeto reflete o íntimo e as verdadeiras aspirações de quem aqui habita. Pensamos que essa suíte master devesse ser o local de refúgio após um cansativo dia de trabalho ou um local do qual o morador não tivesse vontade de sair, podendo ficar ali durante horas descansando ou até trabalhando”, contam. Foto: Sidney Kair

Suíte Urban-U, por Marcelo Wolschick de Proença e Alexandre Müller 

A estreia do engenheiro civil Marcelo Wolschik de Proença e do decorador Alexandre Müller na CASA COR SC foi em grande estilo. Os profissionais são responsáveis pela despojada Suíte Urban-U, um espaço planejado para um jovem entre 18 e 20 anos, que curte a vida urbana. Os 43 m² foram divididos em banheiro, suíte com closet, espaço para leitura e bancada de estudos e desenhos. No mobiliário, destaque para a escolha das cores das peças que compõem o espaço: azul, madeira e preto. Foto: Lio Simas

Pub confraria do chopp honesto, por Beto Gebara, Luiz Fernando Zanoni, Mario Pinheiro,  Ricardo Fonseca e Wagner Barreiro

Um lugar despojado, convidativo e alegre ao estilo botequim para amantes de um bom papo regado a chope e petiscos. Assim pode ser definido o conceito do ambiente que reúne pela primeira vez na história da Casa Cor Santa Catarina a expertise de profissionais veteranos na mostra. O seleto grupo assina um projeto repleto de personalidade, contrastes e referências para quem deseja eleger um lugar para degustação e entretenimento com os amigos. O ambiente com 140 m² foi inspirado na Confraria do Chopp Honesto, uma organização criada em Florianópolis por membros atuantes na arquitetura, apreciadores da boa cerveja e avaliadores dos bares que a servem. Das reuniões entre os profissionais, surgiu a ideia da parceria e tema que definem o espaço. “Cada elemento adotado, desde mobiliário, objetos e acabamentos, são peças que estão no imaginário coletivo da confraria, por fazerem parte do ambiente de pub onde a confraria gosta de se encontrar”, explica o grupo. Entre texturas diversas, decoração rústica e reaproveitamento de objetivos que ressaltam uma atmosfera de total descontração, a principal característica do projeto é passar bem longe da neutralidade. Fotos: Sidney Kair

 
CASA COR Santa Catarina 
Período: até 12 de julho 
Special Sale: 09 a 12 de Julho 
Horário: 
Terça a sexta: 15h às 21h 
Sábados, domingos e feriados: 14h às 21h 
Local: 
Florianópolis: Rua José Maria da Luz, 163, José Mendes 
Itajaí - Condomínio Riviera Concept : Av. Osvaldo Reis, 3.385, Praia Brava 
Ingressos: R$ 30 e R$ 15