Black is beautiful

13 Ideias para usar o preto sem medo de ser feliz

Seja na pintura, objetos ou nos tecidos, o preto é, sem nenhuma dúvida, uma das cores mais procuradas e interessantes para decorar. Por ser neutra e de fácil combinação, está presente na maioria dos projetos e até mesmo nos pequenos detalhes. Utilizar o preto na decoração pode ser uma ótima escolha para quem quer ousar e criar um espaço original. Basta dosá-lo e você terá um ambiente mais acolhedor, desmistificando a teoria de que a cor funciona como um sinônimo de tristeza, monotonia e negatividade.

EFEITO

De acordo com a arquiteta Daniela Barranco Omairi, o efeito dramático que surge com a utilização do preto pode facilmente ser desfeito com o uso de objetos diversos que suavizam o espaço. “O conceito do preto remete à noite e ao vazio, por esse motivo, exige o acompanhamento de tons neutros e com elementos de cores vivas para criar um contraste visual e deixar o ambiente com um aspecto confortável”, afirma.

ILUMINAÇÃO                

A profissional ainda explica que ao optar pelo preto no décor deve-se levar em conta a luminosidade, ventilação e a finalidade do espaço. “Para obter um ambiente preto elegante é preciso utilizar a iluminação correta. Dê preferência por aplicá-lo em pontos estratégicos de um ambiente que você gostaria que fosse o centro das atenções e opte por iluminações fortes próximas aos objetos e paredes nessa tonalidade”, esclarece.                

TRUQUE PARA DIMINUIR ESPAÇO

A percepção do espaço também pode ser definida pelo lugar nos quais são aplicadas as cores claras e escuras. Para criar um ambiente mais aconchegante, Daniela aconselha a pintar o teto e as paredes de preto, porque a cor tende a diminuir visualmente os espaços, mas se o resultado esperado é ampliação, o melhor é uso do branco como base e o preto apenas para os detalhes.                   

MEDO DE ERRAR?

A arquiteta pontua que se a ideia de paredes pretas assusta, o ideal é começar apenas com alguns acessórios, afinal, basta um toque da cor para conseguir um resultado imediatamente apelativo. “O preto cria um grande impacto no espaço, mas também funciona muito bem como elemento secundário. Ele pode até aparecer em grandes quantidades nos ambientes e, mesmo assim, deixar o cômodo vivo e brilhante. Escolha uma estrutura branca e depois use o preto para criar um pormenor inesperado, como na pintura do gesso, por exemplo, mantendo, ao mesmo tempo, a característica dramática e o espaço sofisticado”, finaliza.

A escolha do móvel preto perolado do living, pela arquiteta Daniela Barranco Omairi, reflete uma das paixões do proprietário que é corrida. O uso dessa cor foi determinante para a profissional chegar a um resultado mais masculino, atemporal e que refletisse a personalidade de um cliente que trabalha com tecnologia e gosta de design. Foto Gerson Lima

O projeto do arquiteto Ivan Wodzinski trabalha com as cores branco e preto, que trazem uma linguagem contemporânea e, ao mesmo tempo, clássica. Foto Reale Carvalho

Os tons de cinza e preto entraram na moda para ficar. Esta proposta foi desenvolvida para um quarto mais masculino. A contraposição em tons de cinza claro e o brilho dos acessórios – colcha de seda, espelhos, objetos decorativos – garante o equilíbrio perfeito e atemporal. Projeto assinado por Surdi & Rosalinski. Foto Marcelo Stammer

O espaço estar com bar, batizado de “Sinfonia em Branco e Preto”, assinado pela decoradora Yara Mendes, com a arquiteta Caroline Castillo e a designer Kathleen Müller, apresenta tendências modernas e de design arrojado na Mostra Casa de Ideias. Yara preparou um ambiente versátil que não restringe o perfil de público. É um espaço ideal para amantes de design, sem faixa etária ou estilos marcados. Foto Marcelo Stammer

A cor também é ideal para espaços de grande intensidade de uso, como home-theater, por exemplo, já que disfarça manchas causadas por comida e bebida. Projeto assinado por Surdi & Rosalinski. Foto Marcelo Stammer

A sala de jantar assinada pela arquiteta Yvone Miyamura é sóbria, com a inserção pontual do preto em poucos elementos. Observe que os vazios ao redor da mesa criam uma soltura do espaço, muito bem-vinda. Foto Gerson Lima

Idealizado para um casal de empresários ainda sem filhos, o projeto da arquiteta Daniela Barranco Omairi, utiliza apenas o branco e preto, com a intenção de criar um ambiente atemporal que comporte a troca ou substituição de objetos soltos a qualquer momento. Foto Gerson Lima

O preto reina absoluto em bancadas de cozinhas, fortalecendo a ideia de elegância. Aqui, Jane Rocha escolheu a cor também para as banquetas e armários. Como o espaço abre-se para uma área verde lá fora, isto também foi considerado ao escolher a cor. Equilíbrio na medida.

O preto também resulta bem em uma cozinha para um look contemporâneo e muito cool, por isso, a arquiteta Daniela Barranco Omairi optou pela utilização de um mobiliário fora do comum e cheio de personalidade. Foto Gerson Lima

Um espaço de lazer e descanso que prioriza o conforto foi o ambiente assinado pela decoradora Suely Ruon e pela arquiteta Priscila Ruon. O “Home Theater”, idealizado especialmente para a Mostra Casa de Ideias, tem as cores sóbrias que o local pede, e abusa do aconchego. Contemporâneo, o ambiente com ar de cinema particular recebeu estofamento em uma das paredes para melhorar a acústica e sofá retrátil para garantir o máximo de comodidade. Foto Marcelo Stammer

A surpresa do espaço são as paredes e teto arredondados, que resultaram da arquitetura contemporânea da casa projetada e decorada pelo escritório Lima.Ramos.Lombardi. O preto é a nota tônica que combina com a ousada proposta. Foto Daniela Buzzi

Este home theater do projeto corporativo AR3000 assinado pelo arquiteto Ivan Wodzinski foi idealizado para facilitar a demonstração digital do empreendimento. Nas paredes e nos demais elementos de decoração predomina o preto, dando ao projeto ainda mais elegância e sofisticação. Foto Marcelo Stammer

Na sala do escritório de arquitetura Surdi & Rosalinski, as arquitetas Soraya Surdi e Ligia Rosalinski optaram pelo preto. “É neutro, sofisticado e atemporal. Apreciamos este tipo de composição que nunca cansa o olhar ou se desatualiza”, enfatizam. Foto Nenad Radovanovic