Às escadas!

Saiba como aproveitar o caráter escultórico das escadas na decoração

Certamente, você possui uma escada em casa. Pequena ou grande, de madeira ou metal, é inevitável a necessidade, vez ou outra, do item. Mas você sabia que ele pode exercer mais funções do que aparenta e até ser incorporado à decoração? 

De acordo com as arquitetas Nathália Otoni e Luciana Araújo, do escritório Óbvio Arquitetura, as escadas podem se tornar elementos marcantes na casa e podem ser usadas em diferentes ambientes. Para elas, o item fica bem localizado perto de paredes e pode ser integrado à estante, resultando em uma composição charmosa e funcional. 

Já a designer de interiores Iara Santos, conta que é importante, antes de tudo, encarar a escada não apenas como elemento funcional, mas decorativo. Portanto, na hora de escolher, leve em conta a cor, o material e o design do item e o imagine inserido no ambiente. Por falar em material, madeira, inox e couro são os elementos mais indicados e procurados, revela Maria Cristina Bahia, decoradora e dona da loja Villa Maria. 

Outras formas de se usar a escada como elemento decorativo é torná-la um mini revisteiro, uma pequena estante ou até uma cadeira. Entretanto, é importante lembrar que fazer tal escolha é brincar com o ambiente e quebrar sua rigidez. 

Agora, se este tipo de descontração na decoração não faz o seu estilo, lembre-se de que a escada, por si só, é elemento escultórico do qual se deve tirar proveito. Com degraus soltos, transparentes ou imponentes, pode ser o ítem de destaque da área social. Tudo dependerá da escolha do seu material e de onde for posicionada.

Além da sua principal função, a escada pode ser usada também como assento e mini estante, mudando apenas a altura dos degraus. Ótima ideia para casas jovens / Foto: Juliana Buli

 

O guarda-corpo de vidro permite que o desenho da escada seja o grande destaque da composição no projeto de Carla Gil Heller / Foto: Marcelo Stammer

 

No hotel mexicano "Rosas & Xocolate" os degraus parecem flutuar / Foto: Elena Ponzi

 

No projeto de Yara Mendes a escada se tornou uma galeria de arte, com centenas de gravuras expostas ali / Foto: Marcelo Stammer

 

Com linhas retas, a escada desse projeto assinado por Jorge Elmor interfere na medida certa no arquitetônico / Foto: Daniel Katz